Graça Soberana

CENTRADOS NO EVANGELHO: reflexões cristocêntricas sobre a graça e as insondáveis riquezas do evangelho na vida de um desprezível pecador

Jeff Purswell responde: O fato de nos focarmos na cruz nos leva a negligenciar a ressurreição? (parte 1)

[Este post é parte de uma série que aborda as perguntas mais comuns sobre como a crucificação e a ressurreição de Cristo se relacionam entre si nas Escrituras.]

Pergunta número 1: Sovereign Grace Ministries [Ministérios Graça Soberana], além de algumas outras igrejas e líderes, usam muito hoje o termo “centrado na cruz”. Esse termo não acarreta uma ênfase exagerada na cruz em detrimento da ressurreição?

Termos não podem substituir a teologia sistemática, e não creio que nenhum de nós ia querer a nossa doutrina reduzida a um único adjetivo. No entanto, esse termo em particular reflete um padrão comum do Novo Testamento, no qual a “cruz” funciona como síntese de todas as várias facetas da obra reconciliatória de Cristo: vida, morte, ressurreição e ascensão.

Especialmente Paulo muitas vezes fala dessa maneira quando se refere àquilo que molda e anima sua vida e ministério: “Quanto a mim, que eu jamais me glorie, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo…” (Gálatas 6.14) e “Pois decidi nada saber entre vocês, a não ser Jesus Cristo, e este, crucificado” (1Coríntios 2.2). Em 1Coríntios 1.17, cruz e Evangelho são praticamente equiparados. É por isso que há séculos os teólogos têm usado a expressão  “obra da cruz” de Cristo ao se referir a todo o complexo de seus atos redentores. Desse modo, o uso da expressão “centrado na cruz” não é biblicamente incoerente nem historicamente inovador.

Creio que seja possível alguém tratar a “cruz” de tal forma que negligencie a ressurreição, mas desconfio que, ao agir dessa maneira, tal pessoa estaria pregando um tipo diferente de cruz — pois a cruz e a ressurreição são inseparáveis. A ausência de uma delas ou esgota, ou distorce o significado da outra. Em nossos círculos [em Sovereign Grace Ministries], entendo que o uso dessa expressão é simplesmente uma tentativa de manter o Evangelho central em nosso pensamento e pregação, e, assim esperamos, também em nosso viver.

Jeff Purswell serve como Deão no Pastors College [Escola de Pastoras] de Sovereign Grace Ministries. É também um dos pastores da igreja Covenant Life, em Gaithersburg, Maryland, EUA.

Título: O fato de nos focarmos na cruz nos leva a negligenciar a ressurreição? Autor: Jeff Purswell. Série: Jeff Purswell responde. Tradução: Graça Soberana/Fabiano Medeiros.

Copyright © 2010 de Jeff Purswell, © 2012 de Graça Soberana. Você pode ler o original aqui.

Solus Christus, sola gratia, sola fide, sola Scriptura, soli Deo gloria!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: